slideslideslideslideslideslide


FORMAMOS LÍDERES DE VERDADE para o mundo!


Fale conosco 

Meu Sequestro Relâmpago e o Poder das Decisões

Talvez você não saiba disso, mas eu já fui sequestrado.

?????????
Eu não tinha nem 3 anos de idade.


Era véspera de natal.


E justamente por isso, a papelaria que meus pais tinham estava lotada.


As pessoas entravam e saiam com presentes, carto~es de natal e bugigangas para enfeitar suas casas.


Minha ma~e tinha arrumado uma mesinha com papéis e lápis de cor para mim e meus irma~os brincarmos.


Enquanto isso, ela e meu pai lutavam para dar conta de atender todo mundo no balcão.


Bastaram apenas alguns segundos, e eu não estava mais lá.


Sai´ da mesinha e fui em direção à porta da papelaria.


Com uma multidão de pessoas entrando e saindo e um falato´rio sem fim, ficou praticamente impossível perceber uma crianc¸a pequena andando sozinha pelo cha~o.


Foi quando uma mulher me pegou, me pôs em seu colo e partiu.


Na frente da papelaria havia uma lavanderia cuja dona conhecia os meus pais.

Ela me viu no colo da tal mulher e estranhou o fato de nunca a ter visto por ali´.


Resolveu ir perguntar se aquela mulher que acabava de me carregar para fora da papelaria era alguma conhecida deles.

Não era.


Minha ma~e então partiu em desespero para a rua, na direção em que a dona da lavanderia disse ter visto a mulher me levando.


Ela nos encontrou cerca de 200 metros adiante.


Me arrancou do colo da estranha e desceu-lhe um tapa na cara.


A mulher, sorrindo e esfregando a mão no rosto esbofeteado, seguiu seu caminho se dizer uma palavra, como se não tivesse feito nada de mais.

E minha mãe voltou comigo para a papelaria.


Toda vez que eu penso nessa história, aprendo alguma coisa.


E a lição mais importante que tirei dela é a de que uma decisão muda o destino de muitas vidas.


Uma decisão, e o futuro e´ diferente.


Se aquela mulher decidisse virar uma rua a` esquerda comigo no colo, provavelmente minha ma~e não a encontraria.


Se minha ma~e decide virar uma rua a` direita na corrida para nos encontrar, teria dado tempo para a mulher sumir comigo.


Se a dona da lavanderia decidisse não atravessar a rua e avisar meus pais sobre o que viu, não sei aonde eu estaria hoje.

E se estaria...se é que você me entende!

Toda decisão que você toma na vida ecoa nos destinos de dezenas de pessoas.


Resolvi te contar essa história para dizer que, no seu trabalho, também funciona assim.


Como líder, cada decisão que você toma mexe com a vida do seu time.

Toda decisão.

????????
E isso é uma enorme responsabilidade.


Por isso, decidir com sabedoria é tão importante.


Qualquer decisão, não importa sobre o que seja, reflete em algo ou alguém de alguma forma.

Justamente por isso, processos que aprofundam seu nível de autoconhecimento - como o coaching - te ajudam a perceber o que te motiva e em quais valores você se apega quando tem que decidir.

E isso faz toda a diferença na carreira de um líder.


Garante que você tome decisões alinhadas a quem você é e no que acredita.


E isso define destinos. O seu e o dos outros.


Quando foi a última vez que você se preparou para tomar decisões melhores?


Que se comprometeu com um processo de desenvolvimento pessoal e profissional que o conduziu à uma versão potencializada de você?

Sua equipe não espera menos do que isso de você, que é a pessoa que tem os destinos de uma parcela importante das carreiras deles nas mãos, através das decisões que toma.

Afinal, se você virar uma rua sequer à esquerda demais dos rumos pretendidos pela sua empresa, pode nunca mais encontrar os trilhos de uma liderança promissora.

Tecnologia do Google TradutorTradutor